Pular para o conteúdo

Remorsos de Rod Serling com o episódio mais nostálgico de The Twilight Zone

Remorsos de Rod Serling com o episódio mais nostálgico de The Twilight Zone
Avalie este artigo

“Rod Serling se arrepende do episódio ‘Walking Distance’ de Twilight Zone”

Rod Serling, criador e roteirista da icônica série de televisão The Twilight Zone (Além da Imaginação), expressou seu arrependimento do episódio intitulado “Walking Distance”. Este episódio, que foi ao ar pela primeira vez em 30 de outubro de 1959, é um dos mais conhecidos e celebrados da série.

Em uma entrevista concedida anos depois, Serling refletiu sobre a criação do episódio, dizendo: “Eu acho que ‘Walking Distance’ foi um dos grandes erros da minha carreira. Eu queria transmitir uma mensagem sobre a importância de apreciar o presente, mas acho que acabei criando uma história um tanto sombria e melancólica.”

“Walking Distance” conta a história de um homem chamado Martin Sloan, interpretado por Gig Young, que é transportado de volta no tempo para sua cidade natal durante sua infância. Lá, ele descobre que o passado não é tão reconfortante quanto ele imaginava, e começa a perceber que é impossível reviver a felicidade de sua juventude.

O episódio recebeu elogios da crítica e ganhou popularidade entre os fãs da série, mas Serling sentiu que falhou em transmitir a mensagem que pretendia. Ele comentou: “Queria que as pessoas refletissem sobre como é importante valorizar o aqui e agora, mas acredito que a trama acabou sendo vista como algo negativo e pessimista.”

Apesar de seu arrependimento, Serling continuou a criar e escrever diversos outros episódios de The Twilight Zone, e a série se tornou uma das mais influentes da história da televisão. A estreia de “Walking Distance” foi apenas o começo de uma longa e bem-sucedida jornada de Serling no mundo do entretenimento.

Leia Agora  Fãs de 'Jeopardy!' ansiosos por emocionante final de dois dias após a semifinal do grupo 1

Em última análise, apesar do próprio criador não estar completamente satisfeito com “Walking Distance”, o episódio ainda é considerado um dos mais notáveis e impactantes da história da televisão. Sua mensagem sobre apreciar o presente e não ficar preso no passado ainda ressoa com o público atualmente, quase seis décadas após sua estreia.