Pular para o conteúdo

A Luz da TV Revela um Segredo: Sequência de Documentário sobre o Slenderman.

A Luz da TV Revela um Segredo: Sequência de Documentário sobre o Slenderman.
Avalie este artigo

Como vi o Brilho da TV é uma Sequência Secreta de um Documentário sobre o Slenderman

A24 adicionou mais um filme de terror psicológico de tirar o fôlego à sua coleção, com o diretor Jane Schoenbrun trazendo “Como vi o Brilho da TV” para as telas. Schoenbrun é um cineasta comprometido em explorar a relação da sociedade com a mídia, especialmente quando levada ao extremo. Em uma entrevista à revista “Filmmaker Magazine”, eles discutiram esse assunto. “Encontramos maneiras de nos isolar da realidade, de viver vidas dependentes de ficções pessoais, ficções históricas, ficções sociais, ficções religiosas”, explica Schoenbrun. “Acredito que isso seja um mecanismo de enfrentamento. Mas será que isso transforma a vida em uma tragédia? Um filme de terror?”

“Como vi o Brilho da TV” pode ser considerado uma sequência secreta de um documentário sobre o Slenderman, um personagem fictício que se tornou viral na internet. O Slenderman é conhecido por sua aparência assustadora, corpo magro e braços longos. Ele se tornou um ícone do horror na cultura pop e um exemplo de como a ficção pode se espalhar e afetar a realidade.

No documentário original sobre o Slenderman, explorou-se as origens do personagem, suas lendas urbanas e o impacto que ele teve na vida de algumas pessoas. Agora, em “Como vi o Brilho da TV”, Schoenbrun continua essa investigação sobre a relação entre a mídia e a realidade, mas dessa vez através do meio da televisão.

O filme nos leva a uma jornada sombria e perturbadora, onde o protagonista começa a ver uma luz estranha vinda da sua televisão. Essa luz invade o mundo real e começa a distorcer a percepção da realidade do personagem, levando-o a questionar o que é real e o que é ficção.

Leia Agora  "Quando o Mal Espreita: Um Filme de Terror Apocalíptico Impressionante"

Schoenbrun utiliza a metáfora do brilho da TV para explorar como a sociedade está cada vez mais imersa em um mundo de mídia e como isso pode afetar nossa percepção da realidade. Ele nos faz refletir sobre quantas vezes nos isolamos em nossas próprias ficções para escapar dos desafios e tristezas do mundo real.

A escolha de fazer uma sequência do documentário sobre o Slenderman é interessante, pois o personagem representa a forma como a ficção pode se tornar realidade, seja através da disseminação de lendas urbanas ou do impacto da mídia em nossa vida diária.

“Como vi o Brilho da TV” é um mergulho profundo no psicológico do personagem principal, mostrando a luta dele para separar o que é verdade daquilo que é pura invenção. A medida que a história avança, ficamos cada vez mais imersos nessa jornada sombria e assustadora, questionando nossa própria percepção da realidade.

Neste filme, Schoenbrun consegue nos manter em suspense durante todo o tempo, criando uma atmosfera desconfortável e perturbadora. Cada cena é cuidadosamente construída para nos fazer duvidar do que vemos na tela, nos levando a questionar nossa própria sanidade.

“Como vi o Brilho da TV” é um filme que mergulha nas profundezas da mente humana e nos lembra do poder e dos perigos da ficção. É uma sequência surpreendente e arrepiante do documentário sobre o Slenderman, que irá mexer com nossas percepções e nos deixar questionando o que é real e o que é apenas fruto da nossa imaginação.

Schoenbrun mais uma vez prova ser um diretor habilidoso em explorar temas complexos e perturbadores, nos levando a repensar nossa relação com a mídia e buscar um equilíbrio entre a realidade e a ficção. “Como vi o Brilho da TV” é um filme obrigatório para os fãs de terror psicológico e para aqueles que estão interessados em explorar as maravilhas e os horrores do mundo da mídia.

Leia Agora  Top 2 filmes de ficção científica, de acordo com o Rotten Tomatoes