Pular para o conteúdo

The Walking Dead economizou em palavrões

The Walking Dead economizou em palavrões
Avalie este artigo

Por que The Walking Dead não usou mais “F-Bombs”

The Walking Dead é conhecido por sua abundância de violência gráfica e brutalidade, mas surpreendentemente, a série não fez uso tão frequente da palavra de quatro letras favorita de Negan: “f***” (f*d*r). Enquanto programas de TV a cabo como Breaking Bad e Mayans M.C. podiam usar a palavra sem censura, The Walking Dead optou por evitá-la, mesmo sendo classificado como TV-MA devido à sua violência gráfica. Por que isso aconteceu?

De acordo com o antigo showrunner de The Walking Dead, Scott M. Gimple, a oportunidade de usar a palavra surgiu no final da quarta temporada. A frase “They’re screwing with the wrong people” (Estão mexendo com as pessoas erradas), dita por Rick Grimes (interpretado por Andrew Lincoln) quando seu grupo é capturado pelos canibais em Terminus, foi censurada na versão exibida na TV, mas aparece sem censura na versão em DVD, com a palavra “f***ing” incluída. No entanto, essa foi uma das poucas ocasiões em que a série decidiu usar a linguagem mais forte.

Embora a FCC (Federal Communications Commission), órgão que regula as transmissões de rádio e TV nos Estados Unidos, não regule a profanidade em canais básicos de TV a cabo, The Walking Dead optou por evitá-la durante muito tempo. Foi somente após a exibição da minissérie FX The People v. O.J. Simpson: American Crime Story, em que foi permitido o uso de linguagem obscena em uma cena estendida, que os produtores de The Walking Dead perceberam que poderiam usar a palavra também. No entanto, depois de tanto tempo sem usá-la, introduzi-la de forma constante na série não parecia natural.

Leia Agora  Conselho Municipal de Los Angeles Acelera a Produção de Filmes e TV após Greves em Hollywood

Foi somente nas últimas temporadas de The Walking Dead que a série começou a liberar o uso de “F-bombs” de forma mais frequente. Daryl, interpretado por Norman Reedus, disse “f*** the way it was” (f*** o jeito que era) na quinta temporada, e Rick disse “f*** this guy” (f*** esse cara) quando se referiu a Paul “Jesus” Rovia na sexta temporada. No entanto, essas palavras continuavam sendo censuradas na exibição regular na TV, mas apareciam sem censura em versões alternativas nos lançamentos em DVD e Blu-ray.

A partir da sexta temporada, o icônico vilão Negan, interpretado por Jeffrey Dean Morgan, trouxe uma enxurrada de “F-bombs” para a série. Na versão não censurada do episódio final da sexta temporada, Negan solta a palavra 23 vezes em apenas quatro minutos. Além disso, outros personagens, como Daryl, também tiveram a chance de soltar algumas palavras por completo.

Ao longo das temporadas finais, a série permitiu mais liberdade para o uso da linguagem obscena. Daryl solta a palavra duas vezes na 11ª temporada, e outros personagens como Mercer, Princess e Negan também usam “F-bombs” sem censura.

Embora The Walking Dead tenha demorado para incluir palavras mais pesadas em seu roteiro, a série posteriormente passou a usá-las com mais frequência, desafiando as restrições de linguagem impostas anteriormente. Isso mostra como a indústria do entretenimento está se tornando mais permissiva em relação à profanidade na televisão.

Texto otimizado em 1000 caracteres:
The Walking Dead é conhecido por sua violência gráfica, mas surpreendentemente não usava a palavra de quatro letras tão frequente, mesmo sendo classificado como TV-MA. O antigo showrunner, Scott M. Gimple, revelou que a chance de usar a palavra surgiu no final da quarta temporada, mas a série optou por evitá-la durante muito tempo. Somente nas últimas temporadas a série começou a liberar o uso de “F-bombs” mais frequentemente. Após a exibição da minissérie The People v. O.J. Simpson: American Crime Story, que incluiu uma cena estendida com linguagem obscena, os produtores perceberam que poderiam usar a palavra também. Negan, interpretado por Jeffrey Dean Morgan, trouxe uma enxurrada de “F-bombs” para a série, e outros personagens como Daryl também tiveram a chance de soltar algumas palavras por completo. Embora The Walking Dead tenha demorado para incluir palavras mais pesadas em seu roteiro, a série posteriormente passou a usá-las com mais frequência, desafiando as restrições de linguagem impostas anteriormente.

Leia Agora  Jake T. Austin animado para se juntar à sequência de 'Os Feiticeiros de Waverly Place'