Pular para o conteúdo

Os 4 melhores filmes de zumbis de todos os tempos

O que torna um filme de zumbi um grande filme? Gore e caos? O suspense genuinamente assustador? O baixo orçamento ou os efeitos? A comédia? Confira uma lista com os melhores filmes de zumbi de todos os tempos.
5/5 - (1 vote)

O que torna um filme de zumbi um grande filme? Gore e caos? O suspense genuinamente assustador? O baixo orçamento ou os efeitos? A comédia? Confira uma lista com os 7 melhores filmes de zumbi de todos os tempos.

Uma Noite Alucinante 2 (1987)

Uma Noite Alucinante 2 é um dos melhores e mais bem construídos filmes de terror e comédia já feitos. Se você ainda não viu, o que está esperando?

Dentro dos primeiros 10 minutos, já estamos imersos na insanidade e violência cômica, e o filme não diminui o ritmo nunca mais. Este é um filme que sabe o que quer ser e não pede desculpas por isso.

É uma das poucas sequências já produzidas que são melhores que o primeiro filme.

Em Uma Noite Alucinante 2, Ash (Bruce Campbell) leva sua namorada Linda (Denise Bixler) até uma casa abandonada, onde encontra uma fita de áudio abandonada por um professor. Ash coloca a fita para tocar, ouvindo citações do livro dos mortos. Os encantamentos despertam as forças do mal na floresta ao lado, que transformam Linda em um monstruoso Deadite. Assim, ficam presos em uma cabana remota no meio da floresta, lutando contra fantasmas, demônios e espíritos malignos que mudam de forma a todo instante. As armas dos vivos são uma motosserra, uma espingarda e antigos feitiços egípcios.

E sabe quem dirigiu esse filme? Sam Raimi, de Doutor Estranho 2. É tão ruim, mas ao mesmo tempo, tão bom!

A Noite dos Mortos-Vivos (1990)

O remake de 1990 do clássico filme “A Noite dos Mortos-Vivos”, dirigido pelo especialista em efeitos especiais Tom Savini, que já havia trabalhado nos filmes originais de Romero, parece ter sido ignorado pela maioria dos espectadores. Talvez isso se deva ao fato de que, como remake de um filme lendário, a nova produção tinha uma grande responsabilidade em recriar a essência da obra original sem perder sua identidade. De fato, o novo filme é uma adaptação bastante fiel da história original, transplantando-a para um cenário um pouco mais moderno, com um orçamento maior e efeitos visuais mais elaborados.

O enredo de “A Noite dos Mortos-Vivos” é conhecido por sua simplicidade e atemporalidade: um grupo de pessoas desconhecidas se abriga em uma casa durante um apocalipse zumbi, sem saber como tudo começou e sem saber o que fazer para sobreviver. Na nova versão, as atuações são ainda melhores do que no original, exceto pela substituição do ator Duane Jones por Tony Todd. No entanto, a personagem Barbara, interpretada de forma irritante por Judith O’Dea no filme original, não fará falta aos fãs.

A nova versão do filme também apresenta efeitos visuais mais avançados, o que torna a experiência de assistir a um apocalipse zumbi ainda mais impactante para o público moderno. Infelizmente, alguns dos efeitos mais violentos foram censurados, o que pode deixar o filme um pouco “castrado” em alguns momentos. No entanto, é difícil não imaginar que se o filme tivesse outro título, ele seria mais lembrado como um clássico do gênero. Infelizmente, essa versão de “A Noite dos Mortos-Vivos” continua sendo subestimada pela maioria dos fãs de terror.

Guerra Mundial Z (2013)

Para não dizer que apenas os filmes dos anos 1980 e 1990 são bons, Guerra Mundial Z é um dos grandes filmes de zumbis dos últimos tempos.

Quem leu o livro original de Max Brooks, de 2006, reconhecida como uma obra marcante da ficção zumbi, notável por considerar aspectos do apocalipse zumbi que a maioria dos autores nem sequer começa a imaginar, desde “O que acontece com astronautas na estação espacial internacional?” até “Será possível fazer refrigerante novamente após o apocalipse?”, acha que o filme não foi uma boa adaptação.

Guerra Mundial Z conta a história de um investigador da ONU, interpretado por Brad Pitt, viajando pelo mundo em busca de uma cura ou agente biológico para combater os zumbis. Contando sua própria história, é um filme de ação e horror interessante, com um toque novo no movimento dos zumbis, que se amontoam uns sobre os outros e fluem como um enxame de formigas.

Certeza que, se fosse possível simplesmente mudar o título para algo que não fosse Guerra Mundial Z, metade das críticas desapareceria imediatamente e sobraria um épico de zumbis com um grande orçamento. Porque, é sim muito bom.

A Volta dos Mortos-Vivos (1985)

Miolos!

A Volta dos Mortos-Vivos é uma obra-prima do cinema de zumbis, um filme que combina perfeitamente o gore com a comédia, enquanto tenta capturar a energia jovem, a estética artística e, principalmente, a música dos anos 80.

Ele é influente em muitos aspectos diferentes: o tom cômico, o foco na juventude e a culpa atribuída a um experimento militar americano que deu errado como a causa dos zumbis.

Além disso, os zumbis foram completamente reformulados com novas habilidades – são inteligentes, capazes de falar, se mover rapidamente e, pela primeira vez, especificamente direcionados a cérebros humanos. Esse último ponto foi tão impactante e tão presente no gênero após 1985 que muitas pessoas erroneamente assumiram por décadas que os zumbis de Romero também comiam cérebros. Por essas razões, O Retorno dos Mortos Vivos é indiscutivelmente um dos filmes de zumbi mais importantes de todos os tempos. E, a propósito, com O Retorno dos Mortos-Vivos, Dia dos Mortos, Demônios e Re-Animator todos lançados em 1985, podemos afirmar que este foi o maior ano da história do cinema zumbi.

Os 4 melhores filmes de zumbis de todos os tempos

  • Uma Noite Alucinante 2 (1987)
  • A Noite dos Mortos-Vivos (1990)
  • Guerra Mundial Z (2013)
  • A Volta dos Mortos-Vivos (1985)