Pular para o conteúdo

George Lucas e Martin Scorsese estão resgatando os clássicos internacionais dos anos 70

George Lucas e Martin Scorsese estão resgatando os clássicos internacionais dos anos 70
Avalie este artigo

George Lucas e Martin Scorsese estão se unindo para restaurar o clássico internacional dos anos 70, “Ghatashraddha”, um filme indiano pivotal, mas raramente visto, dirigido por Girish Kasaravalli. Em comemoração ao seu 50º aniversário, o filme será restaurado graças, em parte, à Film Heritage Foundation da Índia. A restauração receberá apoio substancial do World Cinema Project de Scorsese, bem como financiamento de George Lucas e Mellody Hobson. O filme de 1977 se juntará às fileiras das obras-primas indianas, como “Kumatty”, que também foi redescoberto e relançado em colaboração entre a FHF e o WCP. Com a Film Heritage Foundation focando em trazer clássicos indianos perdidos para o público internacional, espera-se que “Ghatashraddha” seja apenas uma das muitas peças do cinema indiano revitalizadas nos próximos anos.

O filme “Ghatashraddha” é considerado uma obra-prima rara no cinema indiano. Dirigido por Girish Kasaravalli, o filme foi lançado em 1977 e ganhou aclamação da crítica, mas infelizmente foi pouco visto pelo público. Agora, graças à colaboração entre a Film Heritage Foundation, de Mumbai, e os renomados diretores Martin Scorsese e George Lucas, o filme será restaurado e relançado em comemoração ao seu 50º aniversário.

A Film Heritage Foundation, fundada por Shivendra Singh Dungarpur, é uma organização sem fins lucrativos que se dedica à preservação e restauração do patrimônio cinematográfico indiano. Seu objetivo é trazer clássicos do cinema indiano perdidos ou pouco conhecidos para o público internacional, garantindo que essas obras sejam apreciadas e preservadas para as gerações futuras.

A restauração de “Ghatashraddha” contará com o apoio significativo do World Cinema Project, de Martin Scorsese, uma iniciativa que visa preservar e restaurar filmes de todo o mundo que estão ameaçados de desaparecer. Além disso, George Lucas, lendário diretor de “Star Wars”, e Mellody Hobson, sua esposa e presidente da Ariel Investments, contribuirão com financiamento para o projeto. É um esforço conjunto de renomados cineastas para trazer novamente à vida essa obra-prima esquecida.

Leia Agora  "Segredos do elenco de 'Air' sobre atuar com um receptor de telefone"

“Kumatty”, outro filme indiano redescoberto e restaurado pela Film Heritage Foundation e pelo World Cinema Project, serviu como exemplo do sucesso dessa colaboração. O filme, lançado originalmente em 1979 e dirigido por G. Aravindan, foi aclamado pela crítica, mas também não teve uma ampla distribuição na época. Graças aos esforços de preservação, “Kumatty” foi relançado e ganhou uma nova vida, permitindo que mais pessoas apreciassem sua beleza e importância histórica.

Com o sucesso de “Kumatty” e agora com a restauração de “Ghatashraddha” em andamento, a Film Heritage Foundation pretende continuar revitalizando o cinema indiano, trazendo mais obras-primas perdidas para o público internacional. O objetivo é preservar e compartilhar a rica história do cinema indiano, para que as futuras gerações possam apreciar o legado deixado pelos cineastas indianos.

“Ghatashraddha” é apenas o começo desse esforço, e esperamos que muitas outras obras-primas do cinema indiano sejam restauradas e reintroduzidas ao público nos próximos anos. Com o apoio de Martin Scorsese, George Lucas e outros entusiastas do cinema, o futuro da preservação e restauro cinematográfico na Índia parece promissor. Em breve, poderemos desfrutar plenamente da riqueza do cinema indiano e descobrir verdadeiras jóias que estavam esquecidas até agora.