Pular para o conteúdo

Demissões na Riot Games: 11% dos funcionários são afetados

Demissões na Riot Games: 11% dos funcionários são afetados
Avalie este artigo

Riot Games, desenvolvedora do famoso jogo League of Legends, anunciou recentemente que irá demitir mais de 500 funcionários em todo o mundo, o que representa cerca de 11% de sua força de trabalho total. Essa onda de demissões infelizmente parece ser uma tendência contínua na indústria de videogames, com várias empresas passando por reestruturações nos últimos anos.

Em um comunicado público compartilhado com a comunidade da Riot Games, o CEO Dylan Jadeja abordou as demissões e explicou como será o caminho futuro para os jogos da empresa. Jadeja mostrou transparência ao incluir detalhes sobre o pacote de demissão que os funcionários irão receber, demonstrando preocupação em tratá-los com respeito e dedicação durante essa transição.

Segundo Jadeja, a decisão de realizar as demissões não é para agradar acionistas ou atingir metas de lucro, mas sim uma necessidade para manter um foco de longo prazo nos jogadores. Ele mencionou que a empresa cresceu rapidamente nos últimos anos, e agora é necessário reduzir a quantidade de projetos em andamento para se concentrar naquelas que trazem mais valor aos jogadores.

No que diz respeito aos jogos já existentes, como League of Legends, Valorant, TFT e Wild Rift, Jadeja afirmou que o desenvolvimento e suporte a esses jogos não serão afetados pelas demissões. No entanto, para o jogo Legends of Runeterra, que não atingiu as expectativas de desempenho, a equipe será reduzida e o foco será no modo Path of Champions PvE.

Além disso, a Riot Forge, braço da empresa responsável por parcerias com estúdios externos para o desenvolvimento de jogos em menor escala usando a propriedade intelectual da Riot, será encerrada após o lançamento de Bandle Tale. Isso não significa que os jogadores não receberão mais conteúdo single-player no futuro, mas a abordagem da empresa para isso passará por mudanças significativas.

Leia Agora  "Deadpool 3: John Cena agita os fãs e levanta rumores sobre estreia no MCU"

A Riot também anunciou que realizará um evento interno chamado RiotNow para seus funcionários, a fim de estabelecer expectativas para o futuro. Um Town Hall global será realizado para dar mais contexto sobre as mudanças e ajustes no portfólio da empresa.

Embora seja sempre triste ver grandes empresas passando por demissões em massa, é encorajador ver a Riot Games se esforçando para oferecer um pacote de demissão substancial e tratar seus funcionários com respeito e consideração durante esse período difícil. Esperamos que a empresa consiga se reestruturar de maneira eficaz e continuar a proporcionar experiências de jogo incríveis para os jogadores.