Pular para o conteúdo

A Verdadeira Representação do Triângulo Amoroso no Cinema

A Verdadeira Representação do Triângulo Amoroso no Cinema
Avalie este artigo

O Filme que Realmente Acerta seu Triângulo Amoroso

Triângulos amorosos são um tema comum tanto na literatura quanto no cinema. Na maioria das vezes, um triângulo amoroso é apenas uma desculpa para criar tensão dramática de forma preguiçosa, já que geralmente é bastante óbvio com qual parceiro um personagem irá ficar. Embora os triângulos amorosos sejam frequentemente uma maneira divertida de atrair o público, as consequências dramáticas de um triângulo amoroso raramente parecem uma representação realista de um relacionamento verdadeiro. No entanto, a ideia de escolher entre dois parceiros românticos diferentes pode ser uma fonte eficaz de tensão dramática se feita corretamente. O excelente filme de época de 2015, “Brooklyn”, mostra como dois parceiros românticos podem representar diferentes aspectos da personalidade de um personagem; escolher um pretendente em detrimento do outro obriga a protagonista a escolher entre duas culturas muito diferentes.

“Brooklyn”, lançado em 2015, nos apresentou um triângulo amoroso envolvendo Saoirse Ronan, Domhnall Gleeson e Emory Cohen que ainda está presente em nossas mentes.

“Brooklyn” conta a história de Eilis Lacey, uma jovem irlandesa que se muda para os Estados Unidos em busca de uma vida melhor. Lá, ela se vê dividida entre dois pretendentes: Tony, um bom rapaz ítalo-americano com quem ela se encontra em Nova York, e Jim, um rapaz simpático e trabalhador da sua cidade natal na Irlanda.

O que torna o triângulo amoroso de “Brooklyn” diferente da maioria é como cada um dos pretendentes representa uma parte diferente da personalidade e das experiências de Eilis. Tony representa o sonho americano, a oportunidade de uma nova vida cheia de possibilidades em Nova York. Ele é gentil, amoroso e está disposto a fazer tudo o que pode para construir um futuro com Eilis. Por outro lado, Jim representa a familiaridade, a segurança e a conexão com sua cultura e raízes irlandesas. Ele é um lembrete constante de sua casa e de sua família.

Leia Agora  Equipes All-Star e Ty Pennington enfrentam drama na 5ª temporada do 'Rock the Block' da HGTV

A escolha entre Tony e Jim é mais do que simplesmente escolher um parceiro romântico. É uma escolha entre duas identidades e duas formas de vida. Eilis se vê dividida entre seu desejo de aproveitar as oportunidades que a América oferece e seu amor e lealdade pela sua terra natal. Essa escolha não é fácil e gera uma tensão dramática genuína, pois o público se vê investido nos dois relacionamentos e entende os sentimentos conflitantes de Eilis.

Além disso, o filme retrata de forma realista os desafios e dificuldades de um relacionamento intercultural. Eilis precisa lidar com as diferenças culturais entre Tony e Jim, bem como com o preconceito de algumas pessoas em relação a ela, uma imigrante irlandesa. O filme mostra como esses fatores externos afetam o relacionamento de Eilis com ambos os pretendentes.

Ao final do filme, Eilis toma sua decisão e escolhe um dos pretendentes. Essa escolha não é apenas baseada no amor romântico, mas também na descoberta de sua própria identidade e no entendimento de onde ela verdadeiramente pertence.

“Brooklyn” é um exemplo de como um triângulo amoroso pode ser bem executado no cinema. Ao invés de ser apenas uma fonte de conflito melodramático, o triângulo amoroso neste filme é um catalisador para a exploração de temas mais profundos, como identidade, cultura e pertencimento. O filme nos lembra que as escolhas que fazemos em nossas vidas muitas vezes têm um significado muito maior do que apenas escolher um parceiro romântico.

O triângulo amoroso de “Brooklyn” nos emociona e nos faz refletir sobre nossas próprias escolhas e identidades. É um filme que evita os clichês dos triângulos amorosos e, em vez disso, nos presenteia com uma história genuína e envolvente. Se você procura um filme com um triângulo amoroso bem desenvolvido e que vá além do superficial, não deixe de assistir “Brooklyn”.

Leia Agora  Tragédia em set da série da Marvel: Membro da equipe morre durante as gravações