Pular para o conteúdo

Ryan Reynolds e Ben Kingsley desafiam a morte nesta emocionante ficção científica de ação.

Ryan Reynolds e Ben Kingsley desafiam a morte nesta emocionante ficção científica de ação.
Avalie este artigo

Ryan Reynolds e Ben Kingsley atuaram juntos no filme “Self/less” (traduzido como “A Segunda Vida de Charles” no Brasil) de 2015, dirigido por Tarsem Singh. O filme é um suspense de ficção científica que explora temas como imortalidade e identidade.

Na trama, Kingsley interpreta Damian Hale, um empresário rico e poderoso que está com uma doença terminal. Com o objetivo de prolongar sua vida, ele decide participar de um experimento radical em que seu cérebro é transferido para um novo corpo jovem, interpretado por Reynolds. No entanto, Damian logo descobre que seu novo corpo tem um passado sombrio e perturbador, levando-o a questionar sua verdadeira identidade.

Reynolds, conhecido por seus papéis de comédia e heróis de ação, teve que se desafiar ao interpretar um personagem mais sério e dramático em “Self/less”. Em uma entrevista sobre o filme, ele compartilhou sua experiência no set e a oportunidade de trabalhar com Kingsley.

Reynolds elogiou Kingsley como um ator extraordinário e afirmou que aprender com ele foi uma experiência incrível. Ele disse: “Eu admiro Ben há muito, muito tempo. A oportunidade de trabalhar com alguém assim de fato mede o que sou como ator. Eu me sentia incrivelmente sortudo de estar ao lado dele durante todo o filme.”

Quando questionado sobre sua preparação para o papel, Reynolds mencionou que teve que se dedicar a entender a mente de seu personagem. Ele explicou que Damian Hale é um homem de negócios bem-sucedido e poderoso, mas também está lidando com a iminência da morte. Reynolds disse: “A história é sobre identidade e sobre um homem que está prestes a deixar de existir e, em seguida, criar uma nova identidade. É uma abordagem muito interessante para o tema da imortalidade.”

Leia Agora  Produtores do The Bachelor se mantêm calados sobre a polêmica racista

Reynolds também falou sobre o visual do filme e o trabalho colaborativo com o diretor Tarsem Singh. Ele destacou que a estética visual única de Singh trouxe um elemento visualmente deslumbrante ao filme. Reynolds disse: “Tarsem é um diretor tão visualmente rico e criativo, e isso é muito bom para um ator, porque muito do trabalho dele já está feito quando você chega no set.”

Quanto às cenas de ação, Reynolds revelou que teve que se preparar fisicamente para interpretar o novo corpo de Damian Hale. Ele disse que seu treinamento incluiu exercícios intensos e dieta rigorosa para alcançar a aparência atlética exigida pelo papel. Reynolds afirmou: “Eu me senti como se alguém tivesse me dado um novo carro e eu tivesse que cuidar muito bem dele.”

Sobre o filme em si, Reynolds expressou sua empolgação em explorar temas de imortalidade e identidade de uma maneira diferente. Ele disse: “O filme levanta muitas perguntas sobre quem somos, como nos definimos e o que nos faz humanos. Eu acho que todo mundo tem um fascínio com a ideia de viver para sempre, mas este filme questiona o preço disso e os sacrifícios envolvidos.”

Embora “Self/less” tenha recebido críticas mistas, a atuação de Ryan Reynolds e Ben Kingsley foi bastante elogiada. A química entre os dois atores e a maneira como eles exploraram os temas do filme foram consideradas pontos fortes da produção.

Em resumo, “Self/less” trouxe Ryan Reynolds e Ben Kingsley juntos em uma história intrigante sobre imortalidade e identidade. Reynolds mostrou sua versatilidade ao interpretar um personagem mais sério e dramático, enquanto Kingsley mais uma vez brilhou em seu papel. O filme pode não ter sido um grande sucesso, mas certamente deixou sua marca na filmografia dos dois atores.

Leia Agora  Ty Burrell protagonizará piloto da ABC "Perdoar e Esquecer", com Robin Shorr, de "The Middle", como showrunner.