Pular para o conteúdo

Por que Ghostbusters 2016 não conquistou os fãs?

Por que Ghostbusters 2016 não conquistou os fãs?
Avalie este artigo

Ghostbusters: Ernie Hudson explica por que Ghostbusters 2016 não funcionou para os fãs

O ator veterano do filme Ghostbusters, Ernie Hudson, compartilhou sua perspectiva sobre por que o reboot de 2016, intitulado Ghostbusters: Answer the Call, não conseguiu conquistar a audiência. Apesar do retorno bem-sucedido da franquia com Ghostbusters: Afterlife em 2021 e sua sequência deste ano, Frozen Empire, a tentativa liderada por Melissa McCarthy de revitalizar o universo Ghostbusters não obteve a mesma recepção positiva.

Hudson expressou sua confusão em relação à necessidade de fazer um reboot e questionou a escolha de não continuar a história original. Ele destacou que os fãs da franquia estavam investidos nos personagens e na mitologia já estabelecidos, e ao reiniciar a história com novos personagens, o estúdio arriscou perder o apoio dos fãs de longa data.

Ele também mencionou que o filme de 2016 tentou ser uma comédia, enquanto os filmes originais eram uma combinação única de humor, ação e elementos sobrenaturais. Segundo Hudson, os fãs esperavam um retorno ao estilo original dos filmes, e a mudança para uma comédia pura não agradou a todos.

Outro ponto destacado por Hudson foi a falta de envolvimento dos atores originais, como Bill Murray e Dan Aykroyd, no reboot de 2016. Ele acredita que a participação desses atores icônicos teria sido um grande incentivo para os fãs antigos apoiarem o filme, mas sua ausência deixou um vazio que não pôde ser preenchido pelos novos protagonistas.

Ernie Hudson conclui suas declarações enfatizando que a chave para o sucesso de Ghostbusters: Afterlife foi a conexão com a história original. O filme de 2021 conseguiu homenagear o legado da franquia enquanto apresentava uma nova geração de personagens. Essa abordagem ressoou com os fãs e levou a uma resposta positiva.

Leia Agora  A Imagem que Diz Mil Palavras: A Próxima Aventura de Reacher no Mundo do Crime

Em resumo, Ernie Hudson acredita que Ghostbusters 2016 não conseguiu cativar a base de fãs da franquia devido a sua decisão de reiniciar a história sem o envolvimento dos atores originais, além de mudanças significativas no estilo do filme. Ele destaca a importância de honrar a história e a mitologia já estabelecidas ao revitalizar uma franquia, o que foi feito com sucesso em Ghostbusters: Afterlife.

Com o retorno positivo de Ghostbusters: Afterlife e a empolgação dos fãs pela continuação, Frozen Empire, parece que a franquia Ghostbusters está de volta aos trilhos e tem muito a oferecer aos fãs antigos e à nova geração de espectadores. A lição aprendida com Ghostbusters 2016 serve como um lembrete para os estúdios sobre a importância de ouvir e entender o que os fãs desejam ao reviver uma franquia amada.