Pular para o conteúdo

Personagens de 10 séries que começaram ambíguos (e depois passaram por uma grande transformação moral)

Personagens de 10 séries que começaram ambíguos (e depois passaram por uma grande transformação moral)
Avalie este artigo

10 Personagens de TV que Começaram Moralmente Cinzentos (e Mudaram Totalmente)

Personagens moralmente cinzentos são protagonistas de algumas das melhores séries de TV de todos os tempos, e seu comportamento questionável torna a narrativa mais interessante para os telespectadores – embora, às vezes, eles mudem completamente conforme a história se desenrola. Personagens que não se encaixam claramente nas categorias de bem e mal são mais cativantes do que seus equivalentes em preto e branco, oferecendo aos telespectadores figuras mais relativas para seguir e retratando quadros realistas dos mundos fictícios em que habitam.

Existem personagens moralmente cinzentos de todos os tipos e, enquanto alguns permanecem dessa forma ao longo de suas histórias, outros se inclinam para se tornarem heróis ou vilões.

1. Walter White – Breaking Bad: Walter White começa como um professor de química comum que vira um chefão do tráfico de metanfetamina. Ele começa como um personagem moralmente cinzento, mas ao longo da série transforma-se em um verdadeiro vilão, mostrando sua natureza cruel e egoísta.

2. Jaime Lannister – Game of Thrones: Jaime Lannister, conhecido como o Regicida, começa a série como um dos antagonistas principais, empurrando Bran Stark da torre. No entanto, ao longo dos episódios, ele passa por uma profunda transformação, aprendendo com seus erros e se tornando um dos personagens mais complexos e redimidos da série.

3. Spike – Buffy the Vampire Slayer: Spike é inicialmente retratado como um vampiro sanguinário e cruel. No entanto, à medida que a série avança, ele passa por uma evolução impressionante, mostrando um lado mais humano e desenvolvendo sentimentos genuínos por Buffy e outros personagens.

Leia Agora  "Harmônias de alta e baixa: os pares de vinho para as festas que os especialistas amam"

4. Zuko – Avatar: The Last Airbender: Zuko começa a série como um antagonista, em busca de capturar o Avatar. No entanto, à medida que a história se desenrola, ele percebe que estava do lado errado e se redime, tornando-se um aliado valioso na jornada de Aang para derrotar a Nação do Fogo.

5. Ben Linus – Lost: Ben Linus é um personagem misterioso e manipulador que inicialmente é visto como um vilão. No entanto, ao longo da série, descobrimos suas motivações e seu papel mais complexo na trama, fazendo com que ele deixe de ser um personagem preto e branco para se tornar mais moralmente ambíguo.

6. Dexter Morgan – Dexter: Dexter é um serial killer que mata apenas assassinos e outros criminosos. Ele começa a série como um personagem moralmente cinzento, mas ao longo das temporadas, seu código assassino é testado e ele enfrenta desafios éticos do bem e do mal.

7. Regina Mills – Once Upon a Time: Regina, a Rainha Má, começa a série como a grande vilã da história. No entanto, à medida que conhecemos mais sobre seu passado e suas motivações, vemos sua transformação gradual para um personagem mais ambíguo e complexo, que busca redenção e consertar seus erros.

8. Severus Snape – Harry Potter: Snape é inicialmente retratado como um professor frio e cruel, que maltrata os alunos de Hogwarts. No entanto, ao longo dos livros e filmes, descobrimos suas verdadeiras intenções e sua lealdade a Dumbledore, tornando-o um personagem moralmente dúbio e fascinante.

9. Omar Little – The Wire: Omar é um ladrão de rua que inicialmente é retratado como um vilão. No entanto, à medida que sua história se desenrola, descobrimos seu código de ética pessoal e sua busca por justiça, tornando-o um personagem moralmente ambíguo e cativante.

Leia Agora  O novo artigo será intitulado: "Tudo que sabemos sobre a possibilidade de 'O Grinch 2'"

10. Spike Spiegel – Cowboy Bebop: Spike começa a série como um caçador de recompensas cínico e egoísta. No entanto, ao longo da história, somos apresentados a seu passado e motivos, o que nos faz ver sua transformação gradual em um personagem mais moralmente complexo e tridimensional.

Em um mundo cheio de personagens preto e branco, os personagens moralmente cinzentos nos oferecem um retrato mais realista da natureza humana e nos permitem explorar temas como redenção, moralidade e ética de maneira mais interessante e envolvente. São eles que nos cativam e nos mantêm assistindo, ansiosos para descobrir como eles evoluirão ao longo da história.