Pular para o conteúdo

Jon Cryer Desanima com um possível revival de Two and a Half Men (e é tudo culpa de Charlie Sheen)

Jon Cryer Desanima com um possível revival de Two and a Half Men (e é tudo culpa de Charlie Sheen)
Avalie este artigo

Jon Cryer, ator vencedor de dois prêmios Emmy, revelou recentemente que não tem interesse em apagar a era de Ashton Kutcher na série Two and a Half Men e revisitar o programa com o antigo colega de elenco, Charlie Sheen. Durante sua participação no programa The View, na sexta-feira passada, Cryer foi questionado se consideraria um revival de Two and a Half Men.

Cryer respondeu de forma clara que não tem interesse em reviver a série com Sheen, atribuindo a culpa ao próprio ator. Ele não deixou claro quais foram os motivos específicos para essa rejeição, mas indicou que as experiências passadas com Sheen durante a produção de Two and a Half Men podem ter sido desgastantes e negativas.

No entanto, Cryer não descartou a ideia de um revival completamente. Ele mencionou que, se houvesse um conceito interessante e uma equipe criativa talentosa envolvida, estaria disposto a considerar uma possível volta da série. No entanto, o envolvimento de Charlie Sheen parece ser um obstáculo para o ator.

Two and a Half Men foi um sucesso durante sua exibição original, que durou de 2003 a 2015. A série teve Charlie Sheen como protagonista, interpretando o personagem Charlie Harper, até a oitava temporada. Após conflitos com o criador da série, Chuck Lorre, Sheen foi demitido e substituído por Ashton Kutcher para as temporadas restantes.

A transição de Sheen para Kutcher foi conturbada, com muitos fãs e críticos divididos sobre a qualidade da série após a saída do ator original. No entanto, Two and a Half Men continuou a ser popular e bem-sucedida comercialmente até o final.

Leia Agora  Desafiando a grandiosidade: Bastidores das produções e figurinos do épico de Ridley Scott

Apesar disso, a recente declaração de Cryer indica que as experiências durante os anos de produção com Charlie Sheen podem ter deixado uma má impressão para ele e talvez para outros membros do elenco também.

Enquanto Cryer pareceu aberto a considerar um revival de Two and a Half Men, desde que Charlie Sheen não estivesse envolvido, é incerto se a ideia de trazer a série de volta será algo viável no futuro. Muitos fãs certamente teriam interesse em ver uma nova versão da comédia, mas a opinião do elenco e dos criadores pode ser determinante nesse caso.

Até o momento, não há planos oficiais para um revival de Two and a Half Men, mas essa declaração de Jon Cryer pode impactar qualquer projeto futuro. Resta aguardar para ver se os antigos membros do elenco encontrarão uma maneira de superar os problemas passados e considerar uma nova abordagem para a icônica série de comédia.