Pular para o conteúdo

Hora de a Universal fazer o filme do Múmia de Clive Barker

Hora de a Universal fazer o filme do Múmia de Clive Barker
Avalie este artigo

É hora da Universal fazer o filme “A Múmia” de Clive Barker

Em uma nova direção para seus monstros, a Universal Pictures está pronta para trazer uma versão hiperssexualizada e grindhouse de “A Múmia” de Clive Barker.

Em 2017, a Universal tentou construir um universo compartilhado chamado Dark Universe, com seus monstros icônicos em preto e branco, começando com o lançamento de “A Múmia”, estrelado por Tom Cruise. Grandes atores como Javier Bardem, Russell Crowe e Johnny Depp foram anunciados para vários projetos. No entanto, “A Múmia” falhou em alcançar seu objetivo, tentando ser um filme de super-herói em vez de um filme de terror, e o Dark Universe nunca se concretizou. Agora, a Universal pode estar tentando novamente, começando com o filme “O Homem-Lobo”, para transformar seus monstros da Era de Ouro em um universo compartilhado.

No entanto, agora é a hora ideal para a Universal reavivar a franquia “A Múmia” com uma abordagem radicalmente diferente. O renomado escritor e diretor Clive Barker, conhecido por seu trabalho em obras como “Hellraiser” e “Livros de Sangue”, traria uma nova visão dark e erótica para a história da múmia. Barker é conhecido por explorar elementos sexuais e sombrios em suas histórias, e sua versão de “A Múmia” poderia ser uma volta às raízes de terror da franquia.

Um filme de Clive Barker sobre “A Múmia” seria uma aventura única, trazendo ao público uma atmosfera sombria, repleta de tensão sexual e elementos de horror. Seria uma oportunidade para a Universal se destacar da versão anterior, que foi mais focada na ação e no aspecto de super-herói. A nova abordagem poderia revitalizar a franquia e atrair um público sedento por um terror mais intenso e perturbador.

Leia Agora  "Mogul Byron Allen Expands Board with Six New Members for Media Group's Expansion"

Além disso, um filme de Clive Barker também daria à Universal a chance de explorar a mitologia da múmia de uma maneira mais profunda e intrigante. Barker é conhecido por sua habilidade em criar mundos obscuros e fascinantes, e sua interpretação da trama da múmia certamente seria única e memorável.

No entanto, é importante ressaltar que essa nova versão da múmia de Clive Barker não deveria ser comparada com o tom mais familiar e leve dos filmes anteriores. Seria uma experiência visceral e perturbadora que iria desafiar o público e levá-lo a lugares desconfortáveis. Mas isso é exatamente o que tornaria o filme de Barker tão interessante e diferenciado dos demais.

Com o recente sucesso de filmes de terror mais ousados e sombrios, como “Corra!” e “Hereditário”, é evidente que há público para esse tipo de terror mais perturbador. A Universal tem a oportunidade de se destacar nesse mercado, trazendo Clive Barker para a franquia “A Múmia” e oferecendo uma experiência única e arrepiante aos espectadores.

Então, é hora da Universal liberar a criatividade de Clive Barker e permitir que ele traga sua visão única para “A Múmia”. Seria uma chance de redefinir a franquia e entregar um filme de terror inesquecível para os fãs. O potencial é enorme, e os fãs do gênero ficariam ansiosos para ver uma interpretação radical e arrepiante da clássica história da múmia.