Pular para o conteúdo

Grandes Escalações que Poderiam Ter Sido: 10 ótimos elencos de filmes de Stephen King que não aconteceram

Grandes Escalações que Poderiam Ter Sido: 10 ótimos elencos de filmes de Stephen King que não aconteceram
Avalie este artigo

10 Incríveis Escalações de Atores para Filmes Baseados em Stephen King Que Quase Aconteceram

As adaptações das histórias de Stephen King variam em qualidade, mas uma pequena mudança na escalação de atores poderia ter tido um grande impacto em alguns de seus filmes. Embora os filmes tenham sido um sucesso ou um fracasso, eles geralmente passam por um processo completo de seleção de elenco, com inúmeras pessoas fazendo testes para papéis-chave. Com a notoriedade em torno do trabalho de Stephen King, quando uma adaptação cinematográfica está sendo feita com seu nome envolvido, ela geralmente atrai a atenção de atores conhecidos.

Os livros de Stephen King foram adaptados para alguns dos melhores e piores filmes de Hollywood, mas alguns ajustes mínimos na escalação de elenco poderiam ter mudado as coisas.

1. Tom Hanks como Jack Torrance em “O Iluminado” – Jack Nicholson é icônico no papel, mas Tom Hanks teria trazido uma abordagem diferente ao personagem.

2. John Cusack como Andy Dufresne em “Um Sonho de Liberdade” – Tim Robbins foi ótimo, mas John Cusack teria trazido seu charme característico ao papel.

3. Will Smith como Ben Hanscom em “It: A Coisa” – Jeremy Ray Taylor foi adorável no papel, mas Will Smith teria acrescentado um carisma extra ao personagem.

4. Emily Blunt como Annie Wilkes em “Louca Obsessão” – Kathy Bates foi assustadora como Annie, mas Emily Blunt teria trazido uma dose extra de intensidade e complexidade ao papel.

Leia Agora  Razões da Covenant para querer Cortana na 2ª temporada de Halo.

5. Leonardo DiCaprio como Louis Creed em “Cemitério Maldito” – Jason Clarke foi convincente no papel, mas Leonardo DiCaprio teria dado uma performance ainda mais impactante.

6. Samuel L. Jackson como Dick Hallorann em “O Iluminado” – Scatman Crothers foi excelente no papel, mas Samuel L. Jackson teria trazido sua presença marcante e carisma inegável ao personagem.

7. Jennifer Lawrence como Carrie White em “Carrie, a Estranha” – Sissy Spacek foi perfeita como Carrie, mas Jennifer Lawrence teria dado sua própria interpretação única ao papel.

8. Bryan Cranston como Harold Lauder em “A Dança da Morte” – Jamey Sheridan fez um bom trabalho como Harold, mas Bryan Cranston teria trazido uma camada extra de complexidade ao personagem.

9. Jake Gyllenhaal como Bill Denbrough em “It: A Coisa” – Jaeden Martell se destacou no papel, mas Jake Gyllenhaal teria dado uma profundidade ainda maior à liderança do Clube dos Perdedores.

10. Amy Adams como Jessie Burlingame em “Jogo Perigoso” – Carla Gugino foi impressionante como Jessie, mas Amy Adams teria trazido sua habilidade excepcional de trazer emoção e vulnerabilidade ao papel.

Essas são apenas algumas das escalações de atores que quase aconteceram nos filmes baseados nas histórias de Stephen King. Embora os atores escolhidos tenham desempenhado papéis incríveis, é interessante refletir sobre como essas pequenas mudanças poderiam ter afetado as performances e a dinâmica dos filmes. A escalação de atores é um elemento crucial na criação de uma adaptação cinematográfica bem-sucedida, e o trabalho de Stephen King certamente atrai talentos de alto nível.

Leia Agora  Ariana Grande assina novo acordo de gerenciamento.