Pular para o conteúdo

‘Eternos’ não é tão ruim quanto você pensa

'Eternos' não é tão ruim quanto você pensa
Avalie este artigo

‘Eternals’ não é tão ruim quanto você pensa

O filme ‘Eternals’, mais recente entrada na Saga do Multiverso do MCU, inicialmente recebeu críticas negativas e teve uma recepção pobre nas bilheterias. Com sua disponibilidade recente no Disney+, o público em geral está descobrindo a natureza divertida e leve da sequência de ‘Capitã Marvel’ estrelada por Brie Larson, Teyonah Parris e Iman Vellani. No entanto, esta não é a primeira vez que os fãs mudam de ideia sobre um filme da Marvel lançado recentemente e mal recebido. É hora de olhar para trás e lembrar de outro filme do MCU dirigido por uma mulher que também não recebeu o devido reconhecimento até estar disponível para streaming – ‘Eternals’.

Uma das coisas que tornou ‘Eternals’ diferente dos demais filmes do MCU foi a distância em relação ao universo principal. Isso permitiu que a diretora Chloé Zhao infundisse no projeto temas e visuais ricos, incomuns ao universo. A história dos Eternos, uma raça alienígena antiga incumbida de proteger a Terra, explorou questões de identidade, propósito e relações humanas de uma maneira única.

Em vez de focar apenas em batalhas épicas e efeitos visuais deslumbrantes, ‘Eternals’ mergulhou nas histórias pessoais de cada personagem e em suas lutas emocionais. O filme abordou temas complexos, como imortalidade, sacrifício e o sentido da vida, apresentando uma narrativa mais introspectiva e filosófica do que estamos acostumados a ver nos filmes da Marvel.

Além disso, ‘Eternals’ trouxe um elenco diversificado e talentoso, que entregou performances convincentes. A interação entre os personagens e a dinâmica do grupo foram elementos fortes do filme, proporcionando momentos de humor, emoção e camaradagem. Cada ator trouxe sua própria personalidade e estilo para seus respectivos papéis, fornecendo uma variedade de perspectivas e pontos de vista dentro da história.

Leia Agora  "James Gunn critica o 'pornô de participações' nos filmes de super-heróis"

Outro destaque de ‘Eternals’ foi a sua estética visual. Chloé Zhao trouxe sua experiência no cinema indie para criar uma estética cinematográfica impressionante. As paisagens deslumbrantes, os enquadramentos poéticos e a maneira como a luz e as cores foram utilizadas deram ao filme uma sensação única e visualmente deslumbrante.

Embora ‘Eternals’ tenha sido inicialmente criticado por sua duração e ritmo lento, muitos espectadores descobriram que esses elementos eram justificados pela complexidade da trama e pela construção dos personagens. À medida que o filme avança e as camadas da história são reveladas, fica claro que essa abordagem mais contemplativa e gradual contribui para a profundidade e o impacto emocional da narrativa.

A disponibilidade de ‘Eternals’ no Disney+ permitiu que os fãs revisitassem o filme ou o assistissem pela primeira vez em um ambiente mais descontraído. Muitos descobriram que, longe das expectativas iniciais e das críticas negativas, ‘Eternals’ é um filme que vale a pena ser apreciado por suas qualidades únicas e sua contribuição para a expansão do MCU.

Em suma, ‘Eternals’ pode não ter recebido a atenção e o reconhecimento que merecia inicialmente, mas à medida que mais pessoas têm acesso ao filme, é evidente que ele é muito mais do que foi inicialmente percebido. Com sua abordagem diferenciada, temas profundos, elenco talentoso e estética visual deslumbrante, ‘Eternals’ é uma adição significativa ao universo cinematográfico da Marvel.

Fonte: https://collider.com/eternals-movie-good/