Pular para o conteúdo

Cantor Vinícius captura a estética da noite carioca em clipe de ‘Bady’

Vinícius, artista do selo Toca Discos, tem uma identidade musical única, com referências latinas misturadas ao hip-hop e funk
Avalie este artigo

Vinícius, artista do selo Toca Discos, tem uma identidade musical única, com referências latinas misturadas ao hip-hop e funk.

O single “Bady” do cantor Vinícius, chegou às plataformas digitais recentemente e fala sobre ultrapassar momentos difíceis da vida com humor e leveza. A faixa transita entre sonoridades latinas, trap e sons brasileiros e traz a sensação de uma noite de loucuras com amigos. O artista lança em seu canal do YouTube o clipe da música.

‘Bady’ é o primeiro batidão da Toca Discos, selo do estúdio Toca do Bandido (Rio de Janeiro, dos renomados produtores Constança Scofield e Felipe Rodarte), distribuído pela Altafonte Brasil.

“O processo criativo desse clipe foi muito divertido, eu e meu diretor criativo, decidimos focar em passar ao espectador a sensação de ‘Bady’ em duplo sentido, de não estar bem, e de estar inebriado. Através de elementos físicos, da bolha, a caixa, o fritar, damos visuais às emoções e sentimentos que vivemos internamente quando não estamos bem. A noite no Rio de Janeiro é sobre a rua, os famosos pé sujos, não é algo refinado. Eu queria passar justamente essa estética”, explica.

O cantor deu o pontapé inicial na sua carreira com o single “Blasé”, trazendo elementos cariocas em seu trabalho, ele repete a dose nesse novo lançamento ao explorar outros cenários do universo visual e sonoro do Rio de Janeiro.

Vinícius tem uma identidade musical única, com referências latinas misturadas ao hip-hop e funk, seu estilo inconfundível e produções visuais marcantes mostram que ele veio mesmo para movimentar o mundo pop.

Bady, a música

‘Mas quem tá bem, meu bem?’ questiona Vinícius na nova música ‘Bady’, que fala sobre superar momentos difíceis da vida com humor e leveza. De forma divertida e com muito vermelho na clipe e em toda estética para este lançamento, o cantor carioca, a nova cara do pop brasileiro, também quer extravasar dentro do contexto político pré-eleições no Brasil: sair da ‘bad’ do falatório deselegante e das intragáveis fake news. ‘Já deu! Tá ruim, mas já deu. Ce pode tá na bady, hoje não, entendeu?’.

Leia Agora  Novo álbum do Arctic Monkeys, "Tranquility Base Hotel & Casino" já está disponível.

‘Bady’ é alto astral, para movimentar o corpo e cantar com Vinícius. A música transita entre sonoridades latinas, trap e sons brasileiros, repleta de elementos reais, como barulhos de rua, de celular, tudo para dar ao ouvinte a sensação que ele está realmente vivendo a realidade de uma noite de loucuras com os amigos na balada.

Nesta música, Vinícius sugere, com razão, que todos passamos por momentos ruins, e nem por isso desistimos de estar bem, passando uma mensagem de positividade e alegria importantes no momento que vivemos.

“‘Bady’ brinca com o lúdico, brinca com a noite, mas ele também traz elementos da noite carioca, o carrinho de cachorro quente, o freezer de gelo, quem sabe ele é o after que a galera foi parar após Blasé, nunca se sabe”, brinca e se diverte Vinícius. Crescido no calor carioca, cantor, compositor e produtor, ele deu seu pontapé inicial com o single “Blasé”, uma história de amor não correspondida que acaba por gerar um hino de superação.

Inspirado em grandes ícones dos anos 80 como George Michael, Cazuza e Lulu Santos, ele mistura elementos nostálgicos com uma estética e posicionamento atuais, criando um ponto de vista para o pop nacional, em suas letras, imagem e som.

O artista comenta a repercussão super positiva de sua estreia com ‘Blasé’ e alerta que muito mais está por vir. “Lançar Blasé foi libertador, foi incrível me introduzir ao universo pop nacional. E ver a reação das pessoas é realmente sensacional, estamos só começando. Foi apenas um ‘Oi’ e seguimos com muitos capítulos para virem ainda esse ano”.

Marcações: