Pular para o conteúdo

As Origens de Pennywise, de Stephen King, são um Verdadeiro Pesadelo

As Origens de Pennywise, de Stephen King, são um Verdadeiro Pesadelo
Avalie este artigo

As origens de Pennywise, o assustador palhaço de Stephen King são puro combustível para pesadelos.

Stephen King é conhecido por criar alguns dos monstros mais icônicos da história do terror desde os anos 1970, com mais de 75 livros publicados. Se você tem medo de vampiros, “Salem’s Lot” certamente assombrará seus pesadelos. Se lobisomens te arrepiam, dê uma olhada em “Cycle of the Werewolf”. King escreveu sobre psicopatas aterrorizantes, possuídos pelo sobrenatural ou simplesmente loucos, de “O Iluminado” a “Louca Obsessão”. Em 1986, Stephen King escreveu um romance que combinou todos os nossos medos em um único vilão aterrorizante chamado Pennywise. Este é talvez o seu romance mais famoso, com bem-sucedidas adaptações para minissérie e filme. “It” tem personagens incríveis, mas nada disso funcionaria sem um antagonista que possa se transformar em tudo o que você tem medo. É por isso que a criatura em “It” é o monstro perfeito, mas sua forma mais assustadora é a de Pennywise, o palhaço. Essa escolha simples e eficaz tem suas raízes em várias experiências de King, desde o fascínio e medo de sua infância, até o mascote do McDonald’s em aviões.

A inspiração para o monstro mais famoso de Stephen King, Pennywise, veio de crianças chorando em um circo e do palhaço Ronald McDonald em aviões.

Stephen King, um dos mais renomados escritores de terror, sempre soube como cativar os leitores com suas histórias assustadoras. Ao longo dos anos, ele criou diversos monstros icônicos que assombram a imaginação do público. No entanto, um de seus personagens mais assustadores e memoráveis é Pennywise, o palhaço maligno de “It”.

Leia Agora  Fim da Parceria entre Prime Gaming e Riot Games em 2024: Uma Era Chega ao Fim

A origem dessa criatura sinistra remonta à infância de King. Quando criança, ele frequentou circos e ficou fascinado ao ver o efeito emocional que os palhaços tinham sobre as pessoas, tanto para o riso quanto para o medo. King percebeu que os palhaços eram capazes de despertar emoções intensas e decidiu explorar esse contraste em sua obra.

Além disso, uma experiência marcante de King foi sua observação das crianças chorando durante um show de palhaços no circo. Essa visão perturbadora o inspirou a criar um personagem que pudesse se transformar na pior coisa que uma criança poderia imaginar – um palhaço assustador.

Outra fonte de inspiração para Pennywise foi o mascote do McDonald’s, Ronald McDonald. King teve a ideia de um palhaço aterrorizante quando viu uma pintura de crianças chorando e percebeu que a imagem do palhaço vermelho e amarelo poderia ser igualmente assustadora.

No entanto, a inspiração final e mais surpreendente para Pennywise veio de um incidente em um voo. King estava viajando em um avião onde um grupo de crianças estava brincando e gritando, causando grande agitação. O comissário de bordo decidiu vestir-se como Ronald McDonald para acalmar as crianças e, para surpresa de King, isso teve o efeito oposto. As crianças ficaram ainda mais assustadas com a presença do palhaço.

Essas experiências foram combinadas por King para criar o personagem de Pennywise, que é capaz de se transformar em qualquer coisa que suas vítimas temam. A figura do palhaço representa o medo primal que muitas pessoas têm desses personagens, enquanto o choro das crianças evoca uma sensação de vulnerabilidade e terror.

Em resumo, a inspiração para Pennywise veio das experiências de infância de Stephen King, do fascínio pelos efeitos emocionais dos palhaços, da imagem perturbadora de crianças chorando e até mesmo da presença do palhaço Ronald McDonald em aviões. Esses elementos se combinaram para criar um dos vilões mais assustadores da literatura e do cinema, um monstro capaz de tomar a forma do pior pesadelo de suas vítimas.

Leia Agora  O que assistir na Globoplay em junho