Pular para o conteúdo

A franquia “A Hora do Pesadelo” pode sobreviver se a Spyglass desistir dos direitos.

A franquia "A Hora do Pesadelo" pode sobreviver se a Spyglass desistir dos direitos.
Avalie este artigo

A franquia Scream pode sobreviver se a Spyglass desistir dos direitos.

Após a demissão de Melissa Barrera, a perda de Jenna Ortega e a saída de Christopher Landon como diretor, Scream precisa escapar da Spyglass para sobreviver.

Em um tempo recorde, a franquia Scream começou a se desmoronar depois de parecer estar no auge, após um grande ressurgimento. Todas as peças estavam no lugar para dar continuidade à marca e possivelmente concluir uma nova trilogia que havia sido reestabelecida quando a série foi ressuscitada em 2022. Então, tudo desmoronou devido a uma série de eventos infelizes que deixaram a franquia em limbo. Embora possamos debater onde tudo isso deu errado, está se tornando cada vez mais evidente que os detentores dos direitos, o grupo Spyglass Media, são os verdadeiros culpados aqui, e pode não haver esperança de que Ghostface possa causar estragos novamente, a menos que os direitos encontrem um novo lar onde Scream seja respeitado.

A primeira notícia preocupante veio quando Melissa Barrera, atriz confirmada para o elenco de Scream, foi demitida sem nenhuma explicação razoável. Essa demissão surpreendeu os fãs e levantou questionamentos sobre a direção que a franquia estava tomando. Em seguida, Jenna Ortega, outra atriz talentosa que também faria parte do elenco, deixou o projeto. Essas perdas são extremamente prejudiciais para qualquer filme, especialmente para uma franquia que depende tanto da química entre o elenco e a capacidade de criar personagens com os quais os fãs possam se identificar.

Além disso, a saída de Christopher Landon como diretor também é um golpe significativo para a franquia. Landon é conhecido por seu talento em filmes de terror, especialmente em filmes com um toque de comédia, que é uma das características distintas de Scream. Sua saída levanta dúvidas sobre a visão criativa e a direção que o filme iria tomar. Com um roteiro já escrito por James Vanderbilt e Guy Busick, é essencial encontrar um diretor que possa trazer vida a essa história e manter o espírito único da franquia.

Leia Agora  Dulé Hill e Sarayu Blue se juntam à série limitada 'Orphan' da Hulu

No entanto, o verdadeiro problema por trás de todas essas complicações é a empresa detentora dos direitos, a Spyglass Media Group. Desde que adquiriu os direitos de Scream, a Spyglass tem causado mais problemas do que soluções para a franquia. A demissão repentina de Barrera e a perda de Ortega são apenas os sintomas de uma falta geral de consideração e respeito pela franquia. É evidente que a Spyglass não está colocando os interesses da franquia em primeiro lugar.

Uma solução possível para que a franquia Scream sobreviva e continue a encantar os fãs é se a Spyglass desistir dos direitos. Encontrar um novo lar para Scream, onde os responsáveis pela franquia sejam apaixonados e respeitosos com a história, seria fundamental. A franquia tem um enorme potencial e pode continuar a ser relevante no mundo do terror, desde que esteja nas mãos certas.

Em conclusão, a franquia Scream está enfrentando dificuldades significativas devido aos problemas causados pela Spyglass Media Group. A demissão de atores talentosos e a saída de um diretor experiente são apenas sintomas de um problema maior. Para que Scream sobreviva, é necessário encontrar uma nova casa para a franquia, onde ela receba o cuidado e respeito que ela merece. Os fãs estão ansiosos para ver Ghostface em ação novamente, mas isso só será possível se a franquia estiver livre das limitações impostas pela Spyglass.