Pular para o conteúdo

10 Filmes Que Mudaram Para Sempre Músicas Pop Icônicas

10 Filmes Que Mudaram Para Sempre Músicas Pop Icônicas
Avalie este artigo

10 Filmes Que Mudaram para Sempre Ícones Músicas Pop

Existe uma verdadeira arte em aperfeiçoar um momento de “needle-drop” e, às vezes, os filmes têm sucesso ou fracassam com base em quão bem selecionam músicas pré-existentes para acompanhar certas cenas. A escolha de músicas já gravadas pode ser uma boa alternativa para a composição de novas trilhas sonoras, mas essas seleções musicais precisam ser feitas com cuidado, e às vezes é sábio para os cineastas ficarem longe de músicas que as pessoas já conhecem bem (e talvez já associem a outras coisas).

Aqui estão 10 filmes que transformaram para sempre músicas pop icônicas:

1. “Guardiões da Galáxia” (2014) – A trilha sonora deste filme da Marvel é repleta de clássicos dos anos 70 e 80 que se tornaram indispensáveis para a história. Canções como “Hooked on a Feeling” e “Come and Get Your Love” ajudam a criar o tom divertido e nostálgico do filme.

2. “Pulp Fiction – Tempo de Violência” (1994) – A escolha de Quentin Tarantino em usar “Misirlou” dos The Surfaris no início do filme se tornou icônica. A música define o estilo único do diretor e serve como uma introdução perfeita para o mundo do filme.

3. “Os Embalos de Sábado à Noite” (1977) – Este clássico dos anos 70 é lembrado principalmente pela trilha sonora de disco music, que inclui sucessos como “Stayin’ Alive” dos Bee Gees e “Night Fever”. Essas músicas se tornaram inseparáveis da imagem de John Travolta dançando na pista de dança.

Leia Agora  Ator Austin Stowell será o jovem Gibbs em série "NCIS: Origens"

4. “Quase Famosos” (2000) – Ambientado na década de 1970, o filme utiliza uma grande variedade de músicas icônicas da época, incluindo “Tiny Dancer” de Elton John, “Go Your Own Way” do Fleetwood Mac e “Feel Flows” dos Beach Boys. Essas músicas ajudam a capturar a essência do rock dos anos 70 e a jornada dos personagens.

5. “Trainspotting – Sem Limites” (1996) – A trilha sonora deste filme britânico é repleta de músicas que se tornaram hinos da cultura pop, incluindo “Lust for Life” de Iggy Pop, “Born Slippy .NUXX” do Underworld e “Perfect Day” de Lou Reed.

6. “Escola de Rock” (2003) – Este filme estrelado por Jack Black não seria o mesmo sem a trilha sonora repleta de clássicos do rock, como “School’s Out” de Alice Cooper e “My Generation” do The Who. As músicas adicionam energia e autenticidade à história.

7. “Dirty Dancing – Ritmo Quente” (1987) – O sucesso desse filme romântico ajudou a popularizar músicas como “Time of My Life” de Bill Medley e Jennifer Warnes e “Hungry Eyes” de Eric Carmen. As músicas se tornaram parte integrante da cultura pop e são imediatamente reconhecíveis.

8. “500 Dias com Ela” (2009) – As músicas neste filme indie dão um toque especial à história de amor não convencional. A trilha sonora inclui canções como “There Is a Light That Never Goes Out” dos The Smiths e “She’s Got You High” do Mumm-Ra.

9. “Crepúsculo” (2008) – A saga “Crepúsculo” catapultou várias músicas indie para o estrelato, incluindo “Decode” do Paramore e “Supermassive Black Hole” do Muse. Essas músicas se tornaram símbolos da franquia e são lembradas pelos fãs.

Leia Agora  Jornalistas temem prisão caso Trump retorne à Casa Branca, revela Joe Biden em entrevista a Katie Couric

10. “Cães de Aluguel” (1992) – Quentin Tarantino mais uma vez transformou uma música em um ícone do seu filme. “Stuck in the Middle with You” dos Stealers Wheel é lembrada pela cena icônica de tortura do filme, se tornando uma escolha musical revolucionária.

Esses filmes provam que uma seleção cuidadosa de músicas pré-existentes pode realmente mudar a forma como as músicas são percebidas e associadas ao cinema. Por meio de escolhas inteligentes e ousadas, essas produções criaram momentos icônicos que dificilmente serão esquecidos pelos espectadores.